Bolsonaro exonera nove ministros para disputar eleições 2022; confira lista

Em cerimônia lotada de autoridades no Palácio do Planalto, nove dos 23 ministros do governo de Jair Bolsonaro (PL) se despediram para se pré-candidatarem às urnas em outubro. Na mesma cerimônia, foram anunciados os respectivos substitutos das pastas.

Para cumprir o rito, foram exonerados, em publicação do Diário Oficial da União desta quinta-feira (31), os seguintes ministros e ministras: João Roma (Cidadania), Onyx Lorenzoni (Trabalho e Previdência), Tarcísio Freitas (Infraestrutura), Tereza Cristina (Agricultura e Pecuária), Damares Alves (Mulher, Família e Direitos Humanos), Flávia Arruda (Secretaria de Governo), Rogério Marinho (Desenvolvimento Regional), Gilson Machado (Turismo) e Marcos Pontes (Ciência e Tecnologia). 

Acompanhando essa sequência, assumem as respectivas pastas: Ronaldo Vieira Bento, que era chefe de Assuntos Estratégicos da Cidadania; José Carlos Oliveira, ex-presidente do INSS; Marcelo Sampaio Cunha Filho, ex-secretário-executivo da Infraestrutura; Marcos Montes, ex-secretário-executivo da Agricultura; Cristiane Rodrigues Britto, ex-secretária nacional de Políticas para Mulheres; Célio Faria Júnior, ex-chefe do gabinete pessoal do presidente da República; Daniel de Oliveira Duarte, ex-secretário-executivo do Desenvolvimento Regional; Carlos Alberto Gomes Brito, ex-presidente da Embratur; Paulo César Rezende de Carvalho, ex-secretário de Empreendedorismo e Inovação da Ciência e Tecnologia.